Home / Destaques / 10 Benefícios da corrida para saúde e boa forma

10 Benefícios da corrida para saúde e boa forma

A corrida é uma das atividades físicas mais completas em benefícios para a saúde e a boa forma, além de ser também uma das mais gratificantes.

corredor-620x330

Quem corre pode estar em contato com a natureza por mais tempo, pode fazer mais amigos, livrar-se do estresse e sentir-se mais feliz.

Há uma série de evidências científicas que provam que há mais benefícios da corrida ou quaisquer exercícios intensos praticados regularmente que qualquer pílula que um médico possa prescrever.

Praticantes da corrida afirmam que o exercício torna-se um estilo de vida ao longo do tempo, e especialistas asseguram que este estilo de vida serve para melhorar o condicionamento aeróbico e aumentar a atividade das enzimas e hormônios que estimulam os músculos e o coração a trabalhar melhor, entre outros benefícios que veremos a seguir.

Benefícios da corrida para a saúde

Estudos comprovam que os exercícios vigorosos, quando bem praticados, rendem benefícios em abundância e de forma cumulativa para a saúde, ou seja, quanto mais você pratica, ou quanto mais difícil o exercício se torna, melhor estará a sua saúde.

É sabido que há uma melhora significativa na saúde de pessoas que saem de um estado sedentário para um nível mínimo de atividade física, mas esportes que envolvem intensidades mais altas, maior frequência e maior duração, proporcionam benefícios adicionais.

Um estudo recente mostrou que indivíduos que correm mais de 80 quilômetros por semana têm aumento significativo do HDL (o bom colesterol) e diminuição significativa da gordura corporal, das triglicérides e do risco de doenças cardíacas que os indivíduos que correm menos de 16 quilômetros por semana.

Além disso, o mesmo estudo mostrou que os corredores de longa distância tiveram uma redução de quase 50% na pressão arterial e mais de 50% de redução no uso de medicamentos para reduzir a pressão e o colesterol no sangue.

Benefícios da corrida para a boa forma

A boa forma geral do nosso organismo depende completamente da nossa capacidade cardiorrespiratória, ou seja, a capacidade do coração para bombear oxigênio de forma eficientemente forte e contínua para todos os músculos do corpo.

Quanto mais exercícios aeróbicos uma pessoa faz, mais sangue e oxigênio seu coração vai bombear a cada batida e mais oxigênio seus músculos vão consumir. Por exemplo, se uma pessoa tem 100 moléculas de oxigênio flutuando em sua corrente sanguínea, um músculo condicionado pode consumir 75 moléculas, enquanto um músculo mal exercitado só poderá consumir 30, ou até menos do que isso.

Na verdade, corredores de longa distância tendem a ter um consumo de oxigênio três vezes mais eficiente do que as pessoas sedentárias.

10 Benefícios da Corrida Para Saúde e Boa Forma

1. A corrida é um dos melhores exercícios para o coração

Os benefícios da corrida para o coração são um consenso entre todos os especialistas da saúde.

De acordo com um estudo de referência publicado pela fundação americana de cardiologia, correr de cinco a dez minutos por dia em velocidades lentas está associado a um risco drasticamente reduzido de morrer de doenças cardiovasculares.

Se compararmos, por exemplo, mulheres que nunca correram com corredoras regulares, as primeiras têm o dobro da probabilidade de morrer de doença cardíaca.

Todas as vezes que corremos há um aumento da frequência cardíaca, o que fortalece o músculo do coração e prolonga a sua capacidade de bombeamento de sangue, portanto, a sua vida útil.

Além disso, durante a corrida as artérias se expandem e contraem vigorosamente, movimentos que as mantêm mais fortes e ajustadas, ajudando a manter a pressão arterial em uma faixa normal.

2. Quem corre tende a se sentir mais feliz

Os corredores regulares sabem que o exercício melhora o humor, não importa o quão ruim ele estivesse no momento da largada. Isto se deve à liberação dos hormônios conhecidos como endorfina e endocanabinoide, responsáveis pela sensação de bem estar no organismo.

Em um estudo publicado pela Medicine & Science in Sports & Exercise, pesquisadores descobriram que mesmo uma única sessão de exercício de 30 minutos de caminhada em uma esteira poderia melhorar instantaneamente o humor de alguém que sofre de algum grau de depressão.

Estudos também têm mostrado que a corrida ainda protege contra ansiedade e depressão e pode ajudar as pessoas a lidarem com a ansiedade e o estresse, as principais causas da infelicidade nos dias atuais.

Em 2007, especialistas em comportamento fisiológico humano chegaram a afirmar que a corrida causa as mesmas adaptações neuroquímicas de recompensa no cérebro que certas drogas. Eles fizeram esta comparação para explicar que a sensação de recompensa e bem estar é o que leva à dependência. No caso da corrida, uma dependência que só faz bem!

3. O cérebro do corredor trabalha melhor

Cientistas descobriram que o mesmo processo físico-químico que alimenta e controla a eficiência do uso de energia no nosso organismo também age na formação da memória e nos processos de aprendizagem. Uma única proteína controla a liberação de energia para os músculos e também para o cérebro. Eles descobriram que corredores têm uma maior liberação desta proteína.

De acordo com o professor Ronald Evans, diretor do Instituto Salk para Estudos Biológicos, na Califórnia, “o coração e os músculos precisam de uma onda de energia para realizar exercícios e os neurônios precisam de uma onda de energia semelhante para formar novas memórias”.

Curiosamente, há uma abundância de exemplos de grandes pensadores que também eram corredores impressionantes. O decifrador de enigmas Alan Turing corria maratonas de quase três horas. O político britânico e jornalista Matthew Parris corria mais de duas horas com frequência e o cientista ganhador do Prêmio Nobel Wolfgang Ketterle chegou a cronometrar quase três horas de corrida.

3. Correr fortalece as articulações do joelho e os ossos

Um dos estudos que mostra os benefícios da corrida para a boa forma foi publicado pela revista Medicine & Science in Sports & Exercise. Nele, 100.000 corredores e pessoas que faziam caminhadas leves foram analisados, e constatou-se entre as pessoas que corriam cerca de 40 quilômetros regularmente o risco de desenvolver osteoartrose do joelho caiu pela metade.

Eles ressaltam que todas as vezes que o corredor pisa vigorosamente há um fortalecimento maior dos ossos, cartilagem e músculos que sustentam o joelho. Pessoas que realizam exercícios de baixo impacto como caminhadas e natação não têm o mesmo nível de benefício.

Além disso, pesquisas já comprovaram que corridas são benéficas para os joelhos porque o movimento acentuado dos ossos aumenta a produção de massa óssea, e pode ajudar a impedir a perda óssea relacionada com a idade. De acordo com o pesquisador da Universidade de Boston David Felson, “Muitos estudos de longo prazo mostram que correr não parece causar muito dano aos joelhos, na verdade, quando olhamos para as pessoas com artrite do joelho, não é comum encontramos uma história prévia de corrida, e quando olhamos para os corredores e os acompanhamos ao longo do tempo, não vemos um risco aumentado de desenvolver osteoartrose”, disse Felson.

4. Correr emagrece

Correr regularmente queima calorias tanto durante o período que se pratica o exercício quanto depois, trata-se do “afterburn”, um processo de queima de calorias após o exercício por causa do excesso de consumo de oxigênio pelo organismo. O melhor é que este efeito ocorre mesmo em corridas mais lentas, apenas em um ritmo um pouco mais rápido do que a caminhada normal.

É possível que alguns esportes como a natação, em alguns casos, queimem até mais calorias do que correr, mas se compararmos o físico de nadadores olímpicos e de corredores de longa distância vê-se que os corredores têm corpo mais magro e definido.

Correr requer uma grande quantidade de combustível (calorias). Uma pessoa pesando 68 quilos queima, em média, 12 calorias por minuto se correr um quilômetro e meio em 10 minutos. Se a corrida for feita em terreno íngreme, que exige mais esforço, a queima pode ser ainda maior.

5. Correr faz bem para as pernas

Os maiores músculos do nosso corpo estão nas pernas e há benefícios da corrida para todos eles: músculos internos e externos das coxas, panturrilha e até os glúteos. Correr é como realizar uma dúzia exercícios de perna em um só.

6. Corrida diminui o risco de câncer

Correr não cura o câncer, mas há uma abundância de provas de que os benefícios da corrida podem ajudar a evitá-lo.

Em um documento amplo sobre as relações entre exercícios físicos e casos de câncer, cientistas finlandeses estudaram a saúde de um grupo de 2.560 homens de meia idade ao longo de 17 anos e então revelaram as suas conclusões. Eles descobriram que os homens que eram fisicamente ativos eram menos propensos a desenvolver câncer. Até este ponto não há surpresa.

O que foi mais interessante, no entanto, foi a descoberta de que aqueles que praticavam corrida, ou faziam exercício de intensidade similar, por 30 minutos diariamente estavam mais protegidos contra a doença e exibiram “uma redução de 50% no risco de morrer prematuramente de câncer de qualquer natureza”, de acordo com Sudhir Kurl, médico diretor da Escola de Saúde Pública e Nutrição Clínica na Universidade de Kuopio.

7. Os corredores têm melhor qualidade auditiva

De acordo com pesquisa realizada na Universidade Belarmino, em Kentucky, EUA, correr aumenta o envio de fluxo sanguíneo para os ouvidos, o que resulta em melhoria da audição.

Neste estudo, Dr. Paul Loprinzi estudou 1.082 mulheres adultas e concluiu que aquelas com maior aptidão cardiorrespiratória tiveram melhor função auditiva tanto de alta quanto de baixa frequência. As mulheres que praticavam exercícios que as proporcionava maior aptidão aeróbica, como corridas, mostraram-se 6% mais propensas a terem uma boa audição do que as sedentárias.

8. Ser bom na corrida pode indicar melhor saúde reprodutiva

Cientistas da Universidade de Cambridge estudaram 542 corredores na maratona de Robin Hood, em Nottingham, e descobriram que aqueles que terminaram a corrida mais rapidamente estavam mais propensos a ter impulsos sexuais mais fortes e tinham maior contagem de esperma.

Eles defendem que os bons corredores são mais susceptíveis a ter boa resistência e refletem uma herança genética de maior saúde reprodutiva. Segundo os pesquisadores, se os antepassados foram excelentes caçadores de persistência, por exemplo, eles teriam passado mais genes para seus descendentes e estes seriam mais fortes e gerariam também bons reprodutores.

“A observação de que a capacidade de corrida e resistência está ligada ao potencial reprodutivo nos homens sugere que as mulheres antepassadas eram capazes de observar na atividade física um sinal para escolher um bom parceiro de reprodução”, disse o principal autor do estudo, Dr. Danny Longman. Segundo ele, estas características genéticas foram repassadas até os dias atuais.

9. Correr ajuda a manter a memória mesmo com o envelhecimento

Um estudo publicado pela revista de psicologia Psychonomic Bulletin & Review, concluiu que há evidências indiscutíveis de que há benefícios da corrida regular para evitar o declínio mental relacionado com a idade, principalmente a capacidade de alternância de tarefas, atenção seletiva, e retenção de memória.

Correr regularmente garante a saúde prolongada das artérias que transportam sangue e oxigênio e são responsáveis pela irrigação de áreas específicas do cérebro que tendem a se degenerar ao longo dos anos, levando à perda da memória, à defasagem da linguagem e à confusão de pensamentos.

Correr na juventude ajuda a manter ativas por mais tempo as funções cerebrais que garantem a atenção, a concentração, o planejamento e a organização das idéias.

Qual a quantidade certa para correr?

Pesquisas defendem que correr até dez quilômetros uma a duas vezes por semana leva ao máximo dos benefícios da corrida para a saúde e boa forma. Estudos mostram que a alteração no tipo de terreno onde a corrida é realizada não deve resultar em aumento de benefícios para a boa forma, no entanto, corridas ao ar livre e em grupo tendem a melhorar o bom humor e o bem estar nas pessoas.

Correr mais que 30 quilômetros por semana pode melhorar a aptidão cardiovascular, mas, paradoxalmente, aumenta ligeiramente o risco de lesão, esclarecem os especialistas. Eles defendem a corrida moderada porque se exercitar em um nível elevado não traz maiores benefícios para a saúde.

Dicas para uma corrida saudável

  • Uma corrida perfeita é aquela onde não há lesões ou cansaço excessivo;
  • O risco de ferimentos e lesões durante as corridas aumentam de acordo com a intensidade da corrida e seu tempo de duração;
  • Os machucados mais comuns relacionadas à corrida acontecem no joelho e a idade mais avançada pode ser um fator de risco significativo para a ocorrência de lesões;
  • Especialistas recomendam fazer alongamento antes da corrida, dar tempo para o corpo se recuperar totalmente após o exercício e, principalmente, reconhecer os sinais de fadiga que o organismo emite em caso de excesso;
  • Você estará pronto para correr após, pelo menos, duas semanas de caminhadas ou alguma outra forma de exercício regular (cerca de 30 minutos por dia, quatro ou cinco dias por semana). Isto vai diminuir o risco de se machucar;
  • Use tênis e roupas adequadas, trace uma rota segura e deixe que seu corpo mostre até onde você pode ir. Algumas dores musculares especialmente no quadríceps e panturrilhas são de se esperar no início, elas podem ser somente um sinal que você está levando o seu corpo mais longe ou mais rápido do que ele está acostumado a ir;
  • Mas há algumas dores que não devem ser ignoradas. Quaisquer dores agudas ou que persistam ou piorem à medida que você desempenha suas atividades diárias são sinais de que o corpo precisa descansar e que você pode precisar de um médico especialista.

MundoBoaForma.com.br

About F2 Fitness

F2 Fitness
F2 Fitness Academia em São Caetano do Sul. Musculação, Zumba, Muay Thai, Gracie Jiu-jitsu, Circuito e muito mais! Reserve seu FREE PASS e experimente!
Scroll To Top