Home / Destaques / Brasil bate Itália, leva o ouro e retorna ao topo do vôlei masculino

Brasil bate Itália, leva o ouro e retorna ao topo do vôlei masculino

A seleção masculina de vôlei do Brasil conquistou neste domingo a medalha de ouro dos Jogos Olímpicos Rio-2016, ao vencer na final a Itália por 3-0 em um Maracanãzinho lotado.

Para o delírio da torcida, o time do técnico Bernardinho venceu com parciais de 25-22, 28-26, 26-24 e conseguiu retornar ao topo do pódio olímpico após 12 anos.

volei1
Lucarelli, um dos astros do Brasil contra a Itália. M. R. AP

Depois de duas medalhas de prata consecutivas (Pequim-2008 e Londres-2012), a seleção concretizou o sonho de conquistar o ouro dentro de casa, nos Jogos Rio-2016. Esta é a terceira medalha de ouro do vôlei masculino brasileiro em Olimpíadas. As outras foram vencidas em Barcelona-1992 e Atenas-2004, esta última já sob o comando de Bernardinho – o país também tem uma prata de Los Angeles-1984.

A medalha do vôlei masculino é a sétima de ouro do Brasil nos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, o que representa a melhor campanha do país na história das Olimpíadas.

Após uma série de vice-campeonatos no último ciclo olímpico, como o Mundial da Polônia-2014 e a Liga Mundial deste ano, a equipe masculina consegue dar a volta por cima e conquistar o título mais importante da modalidade.

O vôlei masculino brasileiro fez história ao chegar à quarta final seguida de Olimpíada. E o líbero e líder da equipe, Serginho, de 40 anos, também escreveu seu nome no livro dos recordes ao se tornar o primeiro atleta de um esporte coletivo do país a conquistar quatro medalhas olímpicas.

O levantador Bruninho conquista sua primeira medalha de ouro olímpica, após as pratas de 2008, quando era reserva, e de 2012, quando já era titular.

Mais uma vez, Wallace foi o grande destaque da partida, com vinte pontos marcados.

brazil-italia-jpeg
Wallace: principal arma contra os italianos Foto: Yves Herman / Reuters

Leia mais: http://extra.globo.com/esporte/rio-2016/entregada-faz-rivalidade-renascer-brasil-italia-acertam-as-contas-na-decisao-do-volei-19965373.html#ixzz4HzpzsTa7

O resultado também mostrou que para a Itália, apesar de ter derrotado o Brasil na primeira fase da Rio-2016, é o adversário ideal para o país em Jogos Olímpicos.

O Brasil venceu a Itália na final de Atenas-2004 e nas semifinais de Pequim-2008 e Londres-2012 e agora, novamente, em uma disputa de medalha de ouro.

A final

Em um primeiro set que começou nervoso, com alguns erros dos dois lados, depois do 6-6, os italianos conseguiram abrir uma vantagem de dois pontos, com 12-10. Mas com uma jogada que teve grandes defesas, bloqueios e um contra-ataque espetacular de Wallace, o Brasil empatou em 12-12.

Depois, com uma boa sequência de saques de Maurício Souza o placar chegou a 16-12, o que levou o técnico italiano, Gianlorenzo Blengini, a pedir tempo. A Itália conseguiu encostar no final do set em 21-19, mas a equipe brasileira conseguiu administrar o final da parcial, com um ótimo bloqueio de Evandro, um ace de Lucarelli e ainda contou com um erro de saque do oposto italiano Zaytsev para fazer 25-22.

No segundo set, o equilíbrio persistiu durante quase todo o set. O Brasil conseguiu abrir 14-11, mas a Itália buscou o empate com uma boa sequência de saques de Zaytsev.

Depois do 22-22, o Brasil abriu 24-22 e teve a bola do set, mas a Itália chegou novamente ao empate com uma bela jogada do levantador Gianelli. Após erros de saque dos dois lados, com 26-26 no placar, Lucão e Wallace pararam Juantorena no bloqueio. Na sequência, Maurício Souza fez um ponto de saque e o Brasil estabeleceu 2 sets a 0.

No terceiro set, novo equilíbrio até o fim. Depois do 20-20, as duas equipes trocaram pontos até 24-24. Lucão fez o 25º do Brasil e na sequência um bloqueio de Lipe decretou 3 sets a 0 para o Brasil.

Medalha de ouro e início da festa nas arquibancadas do Maracanãzinho.

Melhor reservado para o fim

A campanha da equipe foi marcada por altos e baixos, mas a seleção reservou o melhor para a semifinal e a final.

Na fase de grupos, vitórias sobre México e Canadá por 3-1, com atuações abaixo do esperado, derrotas para Estados Unidos e Itália por 3-1 e uma vitória, também de 3-1, sobre a França na última rodada, em uma verdadeira final, já que a equipe derrotada seria eliminada e não passaria à segunda fase.

Nas quartas de final, contra uma adversária continental, a Argentina, o Brasil venceu por 3-1 em um jogo tenso. Nas semifinais, a melhor partida do Brasil na competição: 3-0 sobre a Rússia e a superação do trauma da derrota dolorosa da final de Londres, quando os comandados do técnico Bernardinho, que chegaram a abrir 2-0 e tiveram match point no terceiro set, sofreram a virada e ficaram com a medalha de prata.

E na disputa do ouro contra os fregueses italianos, apesar do equilíbrio nos sets, o Brasil mostrou que no momento da definição não iria deixar escapar a oportunidade de conquistar a medalha de ouro dentro de casa.

CqZ4auNXgAAtSTZ

O resultado e o entusiasmo da torcida mostraram, mais uma vez, que o Brasil, além do futebol, também é o país do vôlei.

via IstoÉ

About F2 Fitness

F2 Fitness
F2 Fitness Academia em São Caetano do Sul. Musculação, Zumba, Muay Thai, Gracie Jiu-jitsu, Circuito e muito mais! Reserve seu FREE PASS e experimente!
Scroll To Top