Home / Fitness / Entorse de Joelho – O Que é e Como Tratar

Entorse de Joelho – O Que é e Como Tratar

A entorse de joelho é um problema físico que pode acontecer durante a prática de um esporte ou atividade física, queda, salto ou aterrisagem, quando há uma movimentação brusca na região do joelho. É comum que ela aconteça entre os praticantes de modalidades como futebol, basquete, hóquei e esqui.

lesao-joelho-600x330

A complicação pode demorar de duas semanas a um ano para ser tratada, o período varia de acordo com o tipo e grau da lesão.

O que é?
Para ser mais específico, a entorse de joelho acontece quando há uma distensão inesperada ou ruptura em um ou mais ligamentos do joelho, geralmente causada pelas situações que mencionamos no primeiro parágrafo.

No corpo humano existem quatro ligamentos responsáveis eplos ossos da parte superior e inferior do corpo à articulação do joelho: o cruzado anterior, o cruzado posterior, o colateral medial e o colateral lateral.

A lesão é classificada em três diferentes categorias, que variam de acordo com a sua intensidade:

  • Grau I (leve): Nesse tipo de entorse de joelho, o que ocorre é a distensão do ligamento, que causa rasgos minúsculos a ele. Elas não são capazes de impedir severamente que a articulação do joelho suporte o peso do corpo;
  • Grau II (moderada): Essa lesão é caracterizada pela ruptura parcial do ligamento, que traz consigo uma instabilidade moderada, ou falhas que acontecem de vez em quando no joelho, quando a pessoa se levanta ou caminha;
  • Grau III (severa): No caso mais grave, o ligamento está totalmente rompido ou separado do osso e o nível de estabilidade do joelho é mais baixo.

Sintomas
Esses são alguns dos sintomas que aparecem indicando que houve uma entorse na região:

  • Estouro dentro do joelho que dá para ouvir ou sentir(ocorre no momento da lesão);
  • Inchaço;
  • Hematoma;
  • Dor intensa;
  • Instabilidade;
  • Dificuldade de movimentação;
  • Coloração azul e preta no joelho;
  • Dor na parte de trás do joelho que piora ao ajoelhar-se;
  • Sensibilidade;
  • Joelho curvado em direção ao lado de dentro ou de fora;
  • Falha no joelho ao tentar caminhar.

Como saber se é realmente uma entorse de joelho?
Ao experimentar um desses sintomas, especialmente depois de ter sofrido uma queda, feito um movimento brusco ou de machucado durante a prática de um esporte ou exercício físico, é fundamental buscar ajuda médica para receber o diagnóstico adequado do problema.

Uma vez no consultório, o médico provavelmente fará questionamentos a respeito do que pode ter motivado a lesão, dos tipos e graus de intensidade dos sintomas. Depois, o esperado é que ele realize exames clínicos no joelho que pode estar machucado, comparando-o com o que está saudável.

Caso ele chegue à conclusão que existem forte evidências que houve uma entorse de joelho, o médico solicitará exames mais detalhados como raio-X, ressonância magnética ou até mesmo uma artroscopia, que consiste em um procedimento cirúrgico que utiliza em levar uma haste com uma câmera na ponta até a região afetada para que o médico possa olhar detalhadamente o que aconteceu com os ligamentos.

Como tratar
Se depois da realização dos testes, for confirmada a entorse de joelho, o próximo passo será dar início ao tratamento. A maneira de tratar pode variar de acordo com o ligamento que foi danificado e o grau da lesão.

Para as entorses classificadas nos graus I e II, as opções de tratamento são:

  • Descanso: O paciente não deve colocar peso sob o joelho machucado e nem caminhar com a perna que sofreu a lesão. Esse procedimento ajuda a diminuir o inchaço e quando as dores diminuem, a pessoa pode voltar a fazer pequenos movimentos;
  • Aplicação de gelo: Ao colocar gelo sob a região lesionada, os vasos sanguíneos daquela área terão o seu tamanho reduzido, o que auxilia na diminuição de inchaço, dor e vermelhidão do joelho. A orientação costuma ser aplicar bolsas de gelo durante 15 a 20 minutos, de três a quatro vezes por dia durante dois ou três dias ou até a dor desaparecer. Entretanto, é preciso tomar cuidado para não adormecer com a bolsa de gelo na região afetada porque isso pode causar queimaduras de frio;
  • Bandagem elástica: Outro método indicado pelo médico após uma entorse de joelho pode ser a utilização de bandagem elástica. O acessório impede que a região afetada se movimente demais durante o tratamento. O paciente tem a opção de deixar a bandagem mais solta ou presa, mas o ideal para que ela cause efeito é que fique mais apertada, porém sem causar dormência ou formigamento. A recomendação é que o produto seja trocado uma vez ao dia;
  • Elevação: O profissional responsável pelo tratamento da entorse de joelho ainda pode orientar que a pessoa permaneça deitada com o joelho erguido na altura do coração para reduzir o inchaço;
  • Anti-inflamatórios: A prescrição de medicamentos anti-inflamatórios também pode ser feita para lidar com a dor, inchaço e febre causados pela entorse de joelho. Ao receber a ordem de tomar o remédio, não deixe de informar ao médico sobre qualquer condição de saúde que você tenha, sintoma alheio à lesão no joelho que sinta ou remédio que esteja tomando, para saber se não pode haver alguma interação ou reação adversa grave;
  • Muletas: As muletas podem ser utilizadas para que o paciente consiga ficar de pé sem sentir dores;
  • Compressa de água quente: Depois de dois ou três dias da lesão, a compressa de água quente pode ser usada para aliviar a dor e a rigidez na área lesionada. A indicação é aplicar no joelho durante 15 a 20 minutos, três a quatro vezes por dia;
  • Imobilizador brace: Já o uso de imobilizadores, também chamados de brace, serve para evitar a movimentação do joelho durante o processo de cura. O acessório deve ser removido somente na hora do banho e os pés e dedos precisam ser exercitados várias vezes ao longo do dia para evitar que o brace cause rigidez na articulação;
  • Drenagem: O procedimento de retirada do excesso de fluido do joelho pode fazer com que o tratamento seja mais rápido. Além disso, o médico pode enviar o líquido para o laboratório e solicitar exames que identifiquem algum tipo de infecção.

Já para os casos de lesão de grau III que ocorrem no ligamento cruzado anterior ou cruzado posterior, o médico deve reconstruir o ligamento rompido com uma cirurgia, utilizando uma parte do tecido do próprio paciente ou de um doador. 

Quando o ligamento rompido é o colateral medial, além dos procedimentos listados no tópico anterior em que nos referimos às entorses de grau I e II, uma cirurgia também pode ser necessária.

E para as rupturas do ligamento colateral lateral e de mais de um ligamento, a alternativa que certamente será recomendada é a cirurgia. 

Depois da parte inicial do tratamento, seja com os procedimentos cirúrgicos ou não-cirúrgicos, o paciente necessitará de um período de reabilitação para voltar a realizar os movimentos normais com o joelho. Isso inclui sessões de fisioterapia, que trarão exercícios de recuperação e fortalecimento para os músculos que ficam ao redor do joelho.

via MundoBoaForma.com.br

About F2 Fitness

F2 Fitness
F2 Fitness Academia em São Caetano do Sul. Musculação, Zumba, Muay Thai, Gracie Jiu-jitsu, Circuito e muito mais! Reserve seu FREE PASS e experimente!
Scroll To Top