Home / Alimentação / Suplementos alimentares para carências nutricionais

Suplementos alimentares para carências nutricionais

Apesar do maior acesso do brasileiro a alimentos de alto teor nutritivo nos últimos anos, o estímulo ao consumo de alimentos nutricionalmente inadequados, ricos em carboidratos e gorduras e pobres em vitaminas, principalmente pelas propagandas nos meios de comunicação, pode ocasionar carência nutricional mais ou menos relevante.

Untitled_2_4

Uma das soluções para ajudar a repor essa carência é a indicação de medicamentos, como polivitamínicos e suplementos alimentares balanceados, com base em uma avaliação médica. Essas substâncias são indicadas quando há diminuição significativa do consumo de elementos fundamentais para a manutenção da saúde humana ou incapacidade de absorção dos nutrientes pelo organismo. “A suplementação nutricional feita pelo médico proporcionará uma reposição em quantidade adequada e por tempo determinado. A carência nutricional pode ser identificada na consulta médica e confirmada por exames laboratoriais”, afirma a Dra. Rosita Fontes, endocrinologista do Sérgio Franco Medicina Diagnóstica.

Ela explica que, dessa forma, também é possível detectar as causas da carência e prescrever seu tratamento, e não apenas repor os nutrientes. Por exemplo, se a razão da carência for inadequação dietética, o médico pode prescrever a dieta adequada; se for incapacidade de absorção, ele vai identificar a causa e descobrir se é possível tratá-la.

Apesar dos benefícios proporcionados pelos suplementos, a Dra. Rosita reforça que não há evidências de melhora da disposição e da imunidade, redução da fadiga, retardo do envelhecimento, benfeitorias para ossos, visão e cânceres com o uso de vitaminas e polivitamínicos sem necessidade clínica. “A boa saúde e o bom funcionamento do organismo, responsáveis por essa sensação de bem-estar e pela prevenção de doenças, são garantidos por meio de alimentação balanceada e rica em nutrientes, atividade física regular e acompanhamento médico para a identificação precoce de deficiências nutricionais, além da suplementação.”

Segundo a especialista, o excesso de minerais, vitaminas e eletrólitos presentes nos suplementos é ruim para o organismo. “Embora o organismo consiga eliminar grande parte de eventuais excessos, se o consumo de determinadas substâncias for mantido (por meio de polivitamínicos e suplementos sem prescrição médica), essa eliminação poderá ser insuficiente e o depósito dessas substâncias poderá afetar o bom funcionamento de tecidos e órgãos no organismo, podendo, até mesmo, precipitar a falência de alguns órgãos.”
A maioria das vitaminas, dos sais minerais e dos eletrólitos pode ser dosada no sangue por meio de exames laboratoriais. Porém, existem sintomas e sinais clínicos sugestivos de carência. “Por isso, para direcionar a investigação, é imprescindível que o paciente procure um médico, que fará a avaliação clínica e solicitará os exames necessários”, diz a médica.

A médica ressalta ainda que os suplementos e polivitamínicos são medicamentos e, portanto, só são eficazes se houver necessidade de consumi-los. “O consumo por conta própria e sem necessidade pode prejudicar o organismo em vez de melhorá-lo”, adverte ela.

via Sua Dieta

About F2 Fitness

F2 Fitness
F2 Fitness Academia em São Caetano do Sul. Musculação, Zumba, Muay Thai, Gracie Jiu-jitsu, Circuito e muito mais! Reserve seu FREE PASS e experimente!
Scroll To Top